O racismo e seus tentáculos no seculo XXI

Publicado: fevereiro 3, 2014 em Uncategorized
Tags:, , , , , , , , , , , , ,

Dia 2 de fevereiro, dia de Iemanjá. Enquanto o samba acontecia na Pedra do Sal, a poucos quilômetros dali, no bairro do Flamengo, puseram um negro nu preso pelo pescoço num pelourinho improvisado. Ele estava assaltando pessoas (ou foi o que disse quem publicou a foto). Pra servir de exemplo aos pretos ladrões. Recentemente, um caso semelhante aconteceu na praia.

Esse jovem não estava na Pedra do Sal ouvindo a alta poesia da música negra, tomando cerveja e conversando com seus amigos sobre o trabalho do mestrado não porque tenha um delírio malévolo de assaltar pessoas, fruto de uma natureza mais maligna ou menos humana que qualquer pessoa, mas porque não existe espaço objetivo pra dignidade e felicidade de todos no projeto capitalista, racista e violento de país que dirige o Brasil. Sem entender isso, não se entende nada e, facilmente, até mesmo sem perceber, se cai no colo dos fascistas.

E por aqui, pouco mudou

O retrato do descaso

Não existe vacina política histórica, nada está garantido e nada está assegurado; a humanidade se reinventa todos os dias. Repúdio absoluto e urgência de responder isso à altura. Não pode deixar naturalizar de jeito nenhum. Peço a todos que façam chegar a todas as organizações políticas, mandatos, movimentos e entidades democráticas de que tenham conhecimento.

.

Fonte –

Adolescente suspeito de roubo é espancado e amarrado nu em poste na zona sul do Rio, Jovem diz que foi abordado por um grupo chamado de Justiceiros

http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/adolescente-suspeito-de-roubo-e-espancado-e-amarrado-nu-em-poste-na-zona-sul-do-rio-03022014

Anúncios
comentários
  1. elias jose alfredo disse:

    O racismo é a base do sistema que dele se beneficia, o Capitalismo, o racismo no Brasil é estrutural,para que os beneficiario do racismo sigam bem na vida,torna -se necessario mante-lo e aprofundar suas ações. Pretos jovens serem encarcerados,quando não assassinados aos milhares é parte, da logica deste sistema,em profunda crise. Como bem compreendeu e afirmou Malcon X, não capitalismo sem racismo. Enganam-se os que pensam, que o racismo esta dissassociado das bases do capitalismo, na verdade ignorar esse aspecto é na pratica reforçar as praticas dos racistas capitalista, desse pais e do mundo. Combinar a luta de “Raça e Classe é a saida dos oprimidos e explorados neste pais,contra essas praticas desumanas do racismo..

    Curtir

    • Ricardo Gomes Pereira disse:

      Isso aí não tem nada haver com racismo.
      Tem haver sim com o cansaço das pessoas que circulam pelo aterro do flamengo e estão cansadas de verem suas mulheres e filhos sendo assaltados por esse aí e seus comparsas.
      O Aterro que devera ser um local de lazer, se tornou uma área onde esse e outros marginais usam para atacar, roubar e agredir pessoas de bem.
      O que aconteceu com ele só está causando esse tipo de reação porque é negro. Se fosse branco, ninguém falava nada ou ate elogiava a atitude de quem prendeu.
      Essa coisa de passar a mão por cima porque é preto é a maior hipocrisia que já vi.
      O link sobre a reportagem que mostra quem é esse anjinho é : http://extra.globo.com/noticias/rio/adolescente-atacado-por-grupo-de-justiceiros-preso-um-poste-por-uma-trava-de-bicicleta-no-flamengo-11485258.html

      Curtir

      • Sofia disse:

        Anjinho ou nao, preto, branco ou amarelo, esta nao e a forma de se fazer justica. Assim so instiga a violencia. Pena e que haja gente que apoie este genero de justica popular. Quem fez isto a este jovem e tao criminoso quanto ele.

        Curtir

  2. renato disse:

    deveria ter posto a fonte da foto, de onde ela saiu? quem a tirou? ajuda a identificar o agressor.

    Curtir

  3. luciana disse:

    posta o link matriz da informação….pra cima. Criminalizar o racismo, sempre.

    Curtir

  4. Alvaro Souza disse:

    BRASIL…UM PAÍS DE TOLOS…

    Curtir

  5. Ricardo disse:

    E como sempre vem a mesma galerinha insuportavel gritando “racismo” na primeira oportunidade que tem. Se ele fosse branco , ou moreno claro , ia ter esse post? Pode-se discordar de prender uma pessoa assim no poste , sendo ladrão ou não. Mas ja puxar pra bandeira do racismo é demais .A discussão que cabe é outra.
    Ja estava ha um tempo acompanhando os moradores do flamengo revoltados com os assaltos da região. Não foi um ato de racismo , não foi contra os negros , foi um ato claramente contra os “pivetes” brancos ou pretos que estavam praticando os crimes , e inclusive quase matando as pessoas , como bem vi em uma foto de um senhor NEGRO que tinha sido ferido com uma faca na tentativa de assalto.

    Curtir

    • Bom abolição se foi e estamos no século XI, mas as práticas não mostram isso… Quem abandonou quem? Quem vulnerabilizou quem? Quem deixou de fazer o seu papel? Pra mim isto é drástico, uma vez que só temos poderes que se individualizam e estão untados na estrutura desigual: O poder do Estado, o poder paralelo, o poder da força bruta, o poder da indução midiática esse conjunto vira a bomba pronta para explodir!!! nofxwg, ou seja la qual for seu nome, sem palavras, só lamentos… De novo peço aqueles que puderem assistam 12 anos de escravidão ai façam um paralelo…

      Curtir

    • william reis disse:

      Hipocritas sao aqueles que justificam um ato desses dizendo ” e se fosse um branco?” Como se a massa maior de pobres, analfabetos, presos e td q a sociedade trata como O RESTO fosse branca.

      Curtir

  6. ALEXANDRE disse:

    EU ACHO QUE O RACISMO TA MUITO MASCARADO E QUE NÓS NÃO DEVIAMOS COMPARTILHAR ESTA IPOCRISIA E DEVEMOS TENTAR MUDAR ISSO DENTRO DE NOSSAS CASAS COM NOSSOS FILHOS EDUCANDO ELES PARA QUE RESPEITEM O PROXIMO ACIMA DE TUDO.

    Curtir

    • Ku Klux Klan tem congênere no Brasil! Nos Estados Unidos, antes do Movimento pelos Direitos Civis ganhar apoio das massas, havia uma prática rotineira de linchamentos de negros nos estados sulistas que formaram os Estados Confederados da América. Esses estados do sul havia uma histórica tradição racista que foi intensificada ainda mais após a derrota na Guerra de Secessão 1861 – 1865. Em 1865 no Tennessee foi criado a Ku Klux Klan, organização cristã que carregaria um brutal ódio racial contra negros, logo os membros da Ku Klux Klan iniciaram práticas terroristas que se consistiam em fazer linchamentos de negros. Os motivos para os linchamentos em muito eram baseados em motivações triviais, falsas, ou em acusações cujo objetivo era supostamente inibir um surto de criminalidade dos negros contra a comunidade branca. Não havia julgamentos, não havia direito a defesa. Quando capturados os negros eram torturados e depois enforcados em árvores para que ficassem visíveis para todos. Era um clima generalizado de racismo que justificava violência. Aqui no Brasil não estamos muito longe disso. Justamente na data de 2 de fevereiro, Dia de Iemanjá, um adolescente negro foi acusado de cometer assaltados na Avenida Rui Barbosa, cidade do Rio de Janeiro foi pego por algumas pessoas, agredido, despido completamente e estando nu foi preso pelo pescoço em um poste em via pública, para que todos pudessem ver o ato de ”justiça”, o jovem somente foi solto quando bombeiros cerraram a corrente que o mantinha preso. Nas redes sociais a ação foi por alguns louvada como uma justa ”lição” dada ao jovem ”trombadinha”, sobre a sentença de que bandido tem que apanhar… Isso nos casos mais ”leves”, por que para os casos mais ”pesados” o certo e: ”bandido bom é bandido morto”. (Mas para esses mesmos moralistas justiceiros que tanto defendem essa noção é claro que a regra não se aplica á deputado dono de helicóptero que carrega cocaína, fazendeiro que usa trabalho escravo, políticos que desviam recursos públicos, etc). Mesmo caso sendo responsável por furtos, não deixa de ser uma atitude brutal, pessoas se investem a si próprias de um poder autoritário que as permite conforme suas vontades espancarem e prenderem quem quiserem. Assim como no sul dos Estados Unidos de décadas atrás existe a mesma motivação em naturalizar as práticas de violência sobre corpos negros, para assim protegerem há ”boa” sociedade. O certo seria denunciar o jovem á autoridade policial que o conduziria para averiguações, realizaria coleta de depoimento de testemunhas é vítimas e a partir disso fazer os trâmites legais previstos em lei, tudo conforme determina o Código Penal, Constituição Federal que garantem ao cidadão direito de defesa quando acusado de um crime. Caso confirmado à culpa, então que jovem arque criminalmente por seus atos. Mas a Ku Klux Klan versão brasileira que de tão cômoda nem sequer precisa usar capuz e lençóis, age livremente sem ser perturbada fazendo nas ruas a sua maneira aquilo que considera justiça. Simplesmente não precisamos desses justiceiros reacionário-racistas.

      Curtir

  7. […] is how the incident was originally reported on the Controvesias blog. Yesterday, the mainstream press picked up the story and gathered more details. I will chime […]

    Curtir

  8. maria benedicta dos santos.Maria Benedicta Santos Dos Santos disse:

    Se a fonte e verdadeira, descobrimos que existem brasileiros de Alma pobre e Suja.

    Curtir

  9. Lucas Souza disse:

    Engraçado, se fala de racismo mas já se vê racismo no próprio texto. Porque destacar a cor do bandido no texto? Será que se fosse um branco, não teriam feito o mesmo? Não prenderam o jovem por ser negro, prenderam por ser LADRÃO.

    Curtir

  10. Marco disse:

    BOM, independente de qual cor seja o “bandido” ladrões são todos iguais, e merece um tratamento a altura, se as autoridades n se mobilizam para educar o preto e o branco, é certo q isto continuará a acontecer.

    Curtir

  11. Daniela disse:

    infelizmente não posso deixar de concordar com a iniciativa. Estou morando recentemente em Copacabana e vejo diariamente assaltos no bairro. Fui vítima recentemente de um arrastão que me deixou toda machucada. hoje eu vi a matéria que saiu no Globo sobre o fato, o que me deixou realmente chateada: Esqueceram de mencionar que para comportamento animal só resta a coleira… esse fato não está nada ligado ao racismo

    Curtir

  12. Pra mim essa imagem não é verdadeira, creio que não passa de sensacionalismo.
    Em um país onde temos um juiz presidente o supremo Negro, o racismo é minimo, o Brasil é um país multirracial e se essa imagem é verdadeira ela é muito rara em nosso país.
    Em vista de outros países, o Brasil não é racista e o racismo aqui os próprios negros o fazem com suas cotas… Somos iguais…

    Curtir

    • Para justificar a escravidão do negro foi criada toda uma ideologia pela classe dominante, que desviou o problema da escravidão de uma justificativa meramente econômica e buscou apresentá-lo com a fundamentação da inferioridade da raça negra, além de associar tudo o que fosse de ruim ao negro. Nesse processo, já dissemos, a igreja teve um papel fundamental, tanto para justificar a escravidão para a sociedade, como para pregar um catecismo de paciência, resignação e obediência aos escravos. Alguns chegavam a dizer que o negro era o filho do ‘maldito’ e pertenciam a uma raça de condenados cuja salvação estava em servir ao branco, com paciência e devoção! O racismo procura de todas as formas descaracterizar o povo negro na sociedade colonial: negação da história desse povo, suas culturas, religiões, enfim, a negação do seu próprio ser social.

      Curtir

  13. João Roberto disse:

    Você mistura dois assuntos distintos, mas convergentes em seu post. Não sei à qual guerrilha organizada por entidades esquerdeopatas você faz parte, mas este post denota total incoerência quando culpa um sistema capitalista por racismo. Vejamos, sou afrodescendente, e por isso resolvi estudar um pouco da história de minha raça. Os regimes que “construíram” o racismo no mundo foram regimes monarcas, feudais ou outros que se baseavam no TEOCENTRISMO e não no capitalismo, sejam regimes europeus ou regimes africanos – Isso mesmo, nossa raça comercializou nossa própria raça! Com o advento do pensamento da nova era e novos meios de governo (Democracia – Capitalismo), assim como novas filosofias das faculdades mentais, o ser humano evoluiu consideravelmente e o racismo passou a ser crime! Portanto queira fazer militância contra a democracia com outros assuntos mais inteligentes. O racismo existe sim! Mas não usem disto para jogar o Brasil em um Caos social!
    Outro ponto que deve ser levado em consideração seria o fato de que, este linchamento ocorreu em pleno regime da quadrilha do PT, o governo mais social que tivemos, e o que jogou o estado Brasileiro de direito no maior caos da história. Se este linchamento ocorreu, foi porque, o estado com suas diretrizes malévolas demonstrou total falta de capacidade de propiciar segurança, justiça e perspectiva de futuro para a sociedade.

    Curtir

    • João Roberto na minha opinião, não existe capitalismo sem racismo. Um orgulho negro embutido em suas palavras. Malcon X foi além de batalhas isoladas contra racistas fascistas de bairro, debelando um conjunto de instituições do sistema como responsáveis e articuladores do racismo. Para Malcon, o capitalismo favorecia-se com a discriminação racial, pois com a exploração da classe trabalhadora, os negros ocupam os piores cargos. A mesma mão do capitalismo que aprisionou o negro na África e o escravizou no Brasil, joga-o nas favelas e cortiços das cidades, explorando-o nas indústrias, utilizando-o como exército de reserva para pagar menores salários. O que parecia ser um problema transitório, de mera ‘adaptação à liberdade’, demonstra ser um problema estrutural, permanecendo assim, o preconceito racial. Em sua escrita percebo as estratégias onde a evolução capitalista se aperfeiçoa com as teorias racistas para explicar o fracasso do sistema em proporcionar empregos para todos e condições de vida adequadas. A pobreza do negro, conseqüência da incapacidade do capitalismo de absorção da sua força de trabalho assalariada, faz com que aspectos inerentes às condições subumanas de vida sejam interpretados como devido à raça. O que também não acho ser culpa do PT, mesmo não tendo nenhuma ligação com o mesmo, mas uma herança maldita de nossa história, cujo, ate as mentes foram colonizadas.

      Curtir

  14. kim disse:

    As pessoas tem que parar de se sentirem descriminadas só porque acorrentaram um preto ou um branco na rua,se estamos falando de cor é preto e branco mesmo,se de fato o cara é um assaltante eu faria o mesmo se ele fosse branco amarelo rosa e etc,quando estamos de camarote vendo nós julgamos a pessoa que fez isso com ele,mais já pararam pra se perguntar se ele não esta lá por ele mesmo!!”CAUSA E CONSEQUÊNCIA” todo mundo gosta de falar bonito pra aparecer mais no fundo quando todo mundo se sente ameaçado na rua vindo um branco ou preto atrás de você tarde da noite o preconceito aparece né???Parar pra pensar e saber como criticar meu povo

    Curtir

  15. HIPOCRISIA É O SOBRENOME DO BRASIL disse:

    MATERIA HIPOCRITA, O PONTO AQUI NAO EH A COR DA PELE, E SIM O ATO A QUAL ELE COMETEU E DEPOIS FOI SUBMETIDO.
    ELE ROUBA A TEMPOS NO FLAMENGO, MAS AGORA FOI PEGO. SÓ NAO SE JUSTIFICA DEIXA-LO NU, MAS A IDEIA DO POSTE FOI OTIMA

    Curtir

  16. […] Mas o sentimento de repulsa à naturalização racista da violência dirigida ao corpo negro foi muito melhor relatada nos parágrafos que encontrei no BLOG do Controversias: […]

    Curtir

  17. Edson Paulistano disse:

    Eu não vejo racismo nenhum nisso. A sociedade se cansou dessa criminalidade sem fim. Infelizmente a polícia não dá conta de defender a sociedade, e isso não é de hoje, já faz bastante tempo. Um ladrão foi pego e preso a um poste, nem machucado ele foi. Acho que já está na hora da sociedade começar a se mover e tomar alguma iniciativa. Eu apoio.

    Curtir

  18. cléber disse:

    Texto cheio de preconceitos e opiniões sem fatos apontados e sim suposições do autor sobre a situação. Eu sou negro e reconheço o racismo nesse país mas não sou burro e sei que muita coisa é mania de perseguição.

    Curtir

  19. Mysterfalcon disse:

    Como já foi dito aqui, isso não tem nada a ver com racismo. Independente se for negro, branco, mestiço, amarelo, azul ou multicolorido… Até a moça da tal ONG que o socorreu, numa entrevista se mostra aceitar que o cara é bandido. Ladrão merece no mínimo ISSO! Forçar a barra e começar a ter surtos sensacionalistas só porque o elemento aí é negro, também é lamentável. tá com pena? Leve pra sua casa.

    Curtir

  20. moreno disse:

    as pessoa tem que acordar para a realidade e parar de jugar a pessoa pela cor de sua pele

    Curtir

  21. moreno disse:

    apesar de nos dias de hj nao sabermos quem é ou nao bom, as pessoas de pele escura nao pode ser julgada apena por ser negro, pois 99.99% dos negros sao honestos, os que nao soa, sao apenas consequencia de uma vida mideravel que a eles sao proporcionada.(fica a dica)

    Curtir

  22. libertario disse:

    O que foi feito com ele é tão absurdo quanto afirmar que “não existe espaço objetivo pra dignidade e felicidade de todos no projeto capitalista, racista e violento de país que dirige o Brasil”.

    Dignidade e felicidade para todos nunca houve em sistema nenhum, e os verdadeiramente capitalistas foram os que mais se aproximaram de ao menos dar a todos uma chance de realizar seu potencial. Nos países anticapitalistas, pelo contrário, sacrifica-se a liberdade pela distribuição da pobreza entre todos os não-burocratas e pelo autoritarismo persecutório.

    Quem acha Cuba, Venezuela ou Coréia do Norte mais humanas e democráticas, inclusive em termos raciais, do que o Brasil, que vá pra lá.

    Curtir

  23. Eduardo disse:

    Parabens aos justiceiros.

    Curtir

    • Um dos “justiceiros” do RJ tem nos antecedentes –> estupro, lesão corporal, furto em um condomínio e ameaça.
      Vocês tão bem de herói hein?!

      Curtir

      • leila disse:

        É, isto muda tudo, né? Não preciso d heróis, preciso d justiça. Preciso ir e vir sem ser roubada, atacada e intimidada. O q ocorre é q vemos a justiça d forma diferente. Vc acha normal pequenos e grandes delinquentes ameaçando, cheirando , atacando, pessoas q lutam para pagar suas contas e levar uma vidinha medíocre, mas honesta ? pois é, eu não acho. O problema social não é certamente, meu problema. Cumpro a minha parte, cada um q cumpra a sua. Quanto a acusação d estupro , também não é problema meu; é entre a pessoa em questão e a justiça.

        Curtir

  24. Kemelly Mello disse:

    pessoal, vcs não interpretaram direito. o ato racista está em humilhar o cara, prendê-lo ao poste como acontecia em momentos de escravidão. pra quê isso? e sim, não fariam o mesmo se fosse um cara branco. poderiam até amarrar os braços do cara pra trás até a polícia chegar para pegá-lo, mas prender pelo pescoço daquele jeito e deixar nu? isto é um ato racista sim.

    Curtir

  25. Drica Soprani disse:

    Podiamos postar fotos das vitimas que perdem vidas todos os dias nas maos dessas “criancas” ou os estuprados e violentadas aqui tambem. Nao eh porque eh negro, branco, amarelo ou mameluco, sera que se o pobrezinho delinquente fosse amarelo seria levantada a bandeira do racismo? O Rio esta sem seguranca publica. E a populacao tem que se trancar com medo. Ate arrastao em hospitais estao fazendo. Eh errado bater em alguem, espancar ou perpetuar a violencia? Sim. Mas o que a policia ta fazendo?

    Curtir

  26. le disse:

    Não acho que o fato de ser negro o colocou nesta situação e sim o sentimento de impunidade por estas leis de merda do pais a qual vivemos, não sou a favor deste tipo de atitude por parte de ninguém, mais caso não saibam o mesmo já tinha sido preso 3 vezes por roubo.Já morei no Complexo do Alemão e Vigário Geral e tem muito mais pobre nas favelas trabalhadores do que ladrões como este aí ,me sinto muito mais confortável quando vejo um ladrãozinho se dando mal que um chefe de família perdendo sua vida na mao deles!!!! Tenho muito amigos negros e os amo, sou mestiço e fico muito triste quando vejo que a minoria de negros se inferiorizam e acaba todos os outros sendo atingidos igualmente a elas, é incrível !Quando um negro fica rico procura logo uma loira pra se casar!!!!!!! Porra quem é que cultiva o racismo? Um dia eu perguntei a um amigo meu que é um nego pinta pra caramba o cara é realmente bonito ,por que ele só gostava de loira e o mesmo respondeu que era pra seus filhos vir um pouquinho mais claro!!!!!
    Os negros tem mais força ,são mais corajosos e sem sombra de dúvida tem mais histórias que qualquer um de nós só falta essa minoria descobrir isto.

    Curtir

    • J.Marcos.C disse:

      Pobre mãe África que conscientemente viu seus filhos serem levados, como num aborto que o filho é arrancado de dentro da mãe, so que este aborto foi executado pelos próprios filhos que iam buscar seus irmãos dentro de sua mãe, não importando os motivos, golpes de estado, guerras de etnias ou os mais variados motivos como se ainda vê hoje, os vencidos que tinham a sorte de chegarem vivos ao litoral eram prontamente vendidos ao europeu, irmão negro vendendo irmão negro onde esta o racismo? do delta do Nilo ate a ponta sul do continente isso foi pratica comum isso enquanto existiu o mercado de escravos, hoje é o extermínio, Chica da silva possuía escravos, Chico rei depois de comprar sua liberdade Tb teve escravos tão negros quanto ele. A palavra racismo virou uma muleta, um andaime onde muitos gostam de subir ate para auto promoção, conheço o povo do Rio e se ele chegou a isso é pq foi forçado ao seu limite e isso todo homem tem não importando a cor de sua pele. Se tem alguém com pena do menor infrator de 1,75m e 70kg leva ele pra sua casa, é ladrão covarde que sabe bem da impunidade, o racismo existe deve ser combatido isto que aconteceu se chama justiça de quem foi abandonado pelo poder publico

      Curtir

  27. Leandro disse:

    Ou seja, segundo o autor deste texto, ele foi linchado não por ser um salteador, mas por ser “negro”.

    “Pra servir de exemplo aos pretos ladrões.”

    Ou seja, o autor do texto está dizendo que todos os negros são ladrões. Quem está sendo racista agora?

    Curtir

  28. leila santos torricelli disse:

    Matéria tendenciosa de tal forma q chega a ser racista em si própria e no q se refere as pessoas d bem entregues a própria sorte. O noticiário publicou durante a semana toda os assaltos praticados no Aterro do Flamengo. Nada foi feito pelos q deveriam fazer. Então mais uma vez algumas pessoas terminam tendo q tomar atitudes para proteção do grupo. O dimenor foi apenas contido , nos atos errados q vinha praticando a seu bel prazer. Mas creio q a questão poderá ser melhor resolvida da seguinte forma; como o parque do aterro do Flamengo é bastante grande, poderemos delimitar uma área para os q se sentem agredidos por este “racismo” e para lá poderão ir também os “menores injustiçados”. Do outro lado poderemos deixar os q se sentem agredidos no seu direito d ir e vir e com baixa possibilidade de assaltos. Ficou legal? Acho q poderíamos experimentar só um dia para variar um pouquinho . E, deixo claro q isto não é appartaid , apenas uma experiência social.

    Curtir

  29. maria josé pereira disse:

    muito preconceito porque eh negro nada tem a ver com o fato, vontade perseverança, que todos vencem, branco preto, amarelo, seja qual pele tenha , eh preciso lutar pelo seu ideal, o sol brilha para todos basta ser digno,lutar estudar ter Objetivo próprio , caminho mais fácil eh difícil sempre
    acaba em tragédia.

    Curtir

  30. Paula Nayara disse:

    Na minha opinião, negros ou brancos, independente da cor, roubam. Enquanto eles amarraram esse rapaz, que cometeu erros sim, mas não merece esse ato de crueldade…Muitos outros estão roubando o dinheiro deles, engravatados. Afinal, de ladrão todo mundo tem um pouco, Quem nunca errou que atire a primeira pedra. A punição dele viria, não nos cabe julga-los, cada um tem seus motivos. Ele sabe pelo o que passou, por isso eu não julgo, porque hoje é ele, mas por ventura um dia pode vir a ser um parente querido, um filho e assim vai… Enquanto estivermos nos preocupando com os erros dos outros, o mundo continuará sendo o mesmo. Afinal, não tente mudar o mundo, mude você… Beijos

    Curtir

  31. leila disse:

    O Rio de Janeiro, é uma cidade morena por excelência. O preconceito d cor existe, mas é quase zero, pois dificilmente encontraremos no Rio pessoas “brancas puras”; Não é o foco deste fato ocorrido no Aterro do Flamengo e q alguns tentam fazer crer. A humilhação a q foi exposto o garoto não foi exatamente de ter sido atrelado ao poste e contido até a chegada da polícia, não, a humilhação q o garoto realmente sofreu foi a do abandono por parte dos seus responsáveis legais. A rua não é certamente o lugar onde um garoto menor de idade deve fazer d seu lar. Falou-se da maldade do ato, mas alguém acredita realmente q os q prenderam o menor ao poste fizeram isto para saciar seu desejo de fazer o mal? Não acredito nisto. Acusá-los e cassá-los é muito mais fácil do q acusar e caçar os q abandonaram aquele menor até chegar as condições q se encontrava no delito. Isto sim é verdade, abandonado a própria sorte p seus pais biológicos e pela omissão do estado q não cuidou de chamar os responsáveis a suas responsabilidades e a sua própria responsabilidade na falta dos pais. Porém, a nós cidadãos cabe-nos a revolta d toda esta situação implícita no ato final q vemos na foto. E, isto tudo dito, todos erramos, sim, porém zelarmos por nossa integridade física é nosso dever .

    Curtir

  32. […] Mas o sentimento de repulsa à naturalização racista da violência dirigida ao corpo negro foi mais bem relatado nos parágrafos que encontrei no Blog do Controversias: […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s