Contra a censura só nos resta a luta

Publicado: outubro 21, 2014 em Uncategorized

Refletindo

Salve povo guerreiro e perseverante, como havia falado em minhas redes sociais, as que censuradas e as que correm risco de censura, venho sofrendo a algum tempo sérias e permanentes perseguições no meu perfil pessoal no facebook, agora foram mais longe tiraram meu perfil pessoal do ar, e com eles todos os conteúdos e conexões com mais de 4000 pessoas, como pode isso? Eles (e aqui aponto para o pessoal do 45) estão desesperados. Como podemos reverter esta situação? Como podemos garantir nosso direito de se posicionar nas redes? Como podemos lutar coletivamente contra a ditadura velada, contra aqueles que querem nos calar, cercear e macular nosso direito constitucional de dialogarmos sobre nossas expectativas, anseios e projetos de vida, a censura deve ser combatida firmemente, não podemos retroceder e contra o AI 5 do 45 temos que nos unir.   Aqui aponto mais uma reflexão, e como sujeito da praxis que sou sigo no fronte. Eles estão em choque, eles tem medo de um governo popular, eles tem asco de me ver no aeroporto, no shopping, no cinema, nas concessionarias, de estar nas radios, nas tv’s, é disso que eles tem medo, por isso tiraram meu perfil do face, somos construídos pela história e pela junção de varias historias e eles são contra a história por afetar os planos deles e a construção de novas historias, de uma sociedade mais justa, solidaria e educadora. Continuo sendo o Bob Controversista e vou construir novamente todo o conteudo que eles arrancaram de mim, minhas fotos de familia, minhas fotos de amigos e amigas, de lugares que visitei, de paises que conheci, de historias que escrevi. Sigo na luta, pois desde um simples espermatozoide ja sou vencedor, estou vivo e mais motivado.

Senhor Candidato,

Andei pensando, e me pergunto se algumas pessoas andam tão embriagadas quanto você. Como pensar que alguém que não tem moral ou responsabilidade nem para dirigir um carro, teria capacidade para dirigir um país?
Pesadelo de quem dorme em berço de ouro é ver que tem gente como eu, acordando e realizando mais um sonho.
Cansei de levantar ao som do Tucano. Agora é a sua vez de ouvir os meus cantarem.
Meu Rap, meu Funk e meu Samba falam muito mais alto do qualquer palavra distorcida que sai da sua boca.
Enquanto você mandava construir aeroportos, eu construía minha vida à prestação. De pouco em pouco, fui tendo chance de quitar meus anseios.
Enquanto você corria atrás dos cavalos na sua fazenda, eu corria atrás de emprego pra sustentar minha casa.
Sua ideia de escola, que mais lembra uma cadeia, não conseguiu prender meus sonhos e nem calar a minha voz.
Eu vou gritar.
E eu sou só mais um.
Só mais um milhão de jovens revoltados e indignados com o seu discurso elitista. Que viram o quanto caminhamos nestes últimos anos. Que hoje, mesmo em meio a luta, tem chance de crescer. Tem chance de almejar.
Voltar não é um opção.
Sua mídia pode manipular o quanto quiser. Eu sei bem o que vejo.
Minha revolução será televisionada sim!
É o meu som que vai tocar no seu rádio. É o meu grafite que vai enfeitar as ruas em que você passa e é o meu grito que vai ecoar nos becos onde você tem medo de olhar.
E nesse domingo eu vou “Petralhar”, porque senão, serão seus cães a me metralhar na sexta de noite, quando eu sair pro meu rolê.
Pra me governar tem que no mínimo me entender.
Não é você quem vê o pai sair ás 05:30hs da manhã e voltar ás 22hs pra tentar por comida na mesa.
Não é você quem vê os olhos da mãe se encherem de terror toda vez que sai de casa, com medo de um simples “tchau” virar um eterno “adeus”.
Não é você quem vê a cidade virar campo de batalha todos os dias e que trava uma guerra até pra entrar no busão cedo pra ir trabalhar.
Não é você que estuda de noite porque precisa trabalhar de dia pra ajudar a sustentar uma família.
Não é você quem virou homem quando ainda era menino e aprendeu a ser chefe de família quando era menor de idade.
Não é você que vê os irmãos da comunidade partirem um a um, só porque têm a pele mais escura e porque um fardado se achou superior.
Eu vivo o genocídio da juventude negra. Ou melhor, eu sobrevivo.
Não é você que conta moeda por moeda, ganhada no suor, pra passagem do busão e pro pão de cada dia. Não é você quem teme o fim do mês muito mais do que o fim do mundo.
Não é você quem vai lutar pelos meus.
Não é você quem sabe as necessidades do meu povo.
E acima de tudo, não será você à governá-lo.
Eu não abaixo minha cabeça nem pro Sol quente quando estou trampando. E não vai ser um playboy mimado a me fazer abaixar agora!

Bom Dilma pra você! #JuntosSomosMaisFortes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s